Assinatura RSS

Prazer, eu sou a Igreja!

ImagemIsso mesmo, eu, você, seu vizinho, irmão etc. Todas as pessoas que aceitam a salvação mediante o precioso sacrifício de Cristo e o reconhecem como Filho de Deus. Confundimos o conceito e significado desta palavra todos os dias, temos como igreja o aglomerado de crentes adorando, orando, e tantas outras coisas mais que são feitas na “Igreja”, porém ela não é a “Casinha de Jesus” como muitos acham. NÓS somos o templo, Jesus não se sacrificou por um ideal, por um estatuto, um conceito, Ele doou-se por causa das pessoas, então nossa presença dentro das “Igrejas” não tem nada haver com a SUA Presença gloriosa em nós. Muitas pessoas frustram-se procurando Deus nas igrejas e muitas vezes elas não tem Ele para oferecer, e têm sim 1001 mandamentos, 100 formas de comportamentos, um novo guarda-roupa para você usar, um novo vocabulário, um novo corte de cabelo e depois, se tivermos um tempinho falaremos de Jesus. Veja, não tenho nada contra o ajuntamento cristão chamado Igreja, visto que só fui levada a Deus porque freqüentei este ambiente, o problema é como ela foi ficando com o passar do tempo e poucos percebem, onde se coloca Deus em uma caixinha e quando se torna necessário libera-se a sua presença  “AGGOOOOOOOOOORAAAAAA”  “UAUUUU” em nome de Jesus e é profetada pra cá, fulano caindo pra lá, cai a unção disso e daquilo, como se Deus fosse o “Gênio da lâmpada” quando convém esfrega-se a lâmpada e concede-se os pedidos, depois pede-se gentilmente que Deus se retire, e segue-se falando de política, de ofertas mirabolantes barganhando com Deus e muitas outras coisas que eu não conseguiria enumerar aqui e que, principalmente não está escrito na Bíblia, Jesus não fazia e ponto, se a intenção não é comportar-se tal qual a Graça de Cristo e viver como Ele viveu e ser como Ele foi não chamemos de “igreja”. Anseio muito em ver e viver em uma comunidade onde Cristo é o centro, o evangelho é pregado, pessoas são resgatadas e vivem em unidade conforme a palavra onde todos dividiam tudo e viviam realmente como irmãos, utopia? Pode ser. Mas sei que é necessário fazer com que todos entendam que nós somos o templo de Deus, não estamos separado Dele porque deixamos de ir à Igreja, nós somos a igreja, nós somos Seu templo e vivemos e convivemos com Ele todos os dias, existe algo mais gracioso do que isto? Então não importa onde você esteja, ou como você esteja Deus te ama, e é obrigação da igreja amar você, porém se não amá-lo e não aceitá-lo, lembre-se que é mais importante que Deus esteja em você do que você na igreja e sempre haverá espaço para quem quer entrar no Reino dos Céus mediante Jesus que está em nós.
 
 
Efésios 2
11 Portanto, lembrai-vos que outrora vós, gentios na carne, chamam circuncisão, feita pela mão dos homens,
12 estáveis naquele tempo sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos aos pactos da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.
13 Mas agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.
14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade,
15 isto é, a lei dos mandamentos contidos em ordenanças, para criar, em si mesmo, dos dois um novo homem, assim fazendo a paz,
16 e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um só corpo, tendo por ela matado a inimizade;
17 e, vindo, ele evangelizou paz a vós que estáveis longe, e paz aos que estavam perto;
18 porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.
19 Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus,
20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina;
21 no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor,
22 no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito.

O “Evangelho do carnê”, quer pagar quanto?

ImagemEntre as heresias atuais creio que a mais hedionda é a chamada “teologia da prosperidade”, que sinceramente para mim não faz o menor sentido, vamos compreender juntos: a pessoa precisa de uma determina coisa; uma geladeira por exemplo, o “Pastor” (sim, entre aspas mesmo) diz que ela precisa ofertar na “obra” e as demais coisas (geladeira) serão acrescentadas em troca, agora vamos aos erros:primeiro, a pessoa oferta para receber algo em troca, então essa oferta nada tem de amor e sinceridade, já que ela está “comprando a bençá”, com certeza seria mais fácil e lógico fazer um carnê nas Casas Bahia (risos); o “Pastor” muito esperto se aproveita da situação, pois se ele lê a Bíblia sabe que isso não existe, amigos como posso mover as ações de Deus com alguma troca? Como posso dar algo a Deus que valha mais do que Seu sacrifício por mim? Por maior que seja a minha oferta em dinheiro isso não muda nada, temos que entender que Deus não quer nosso dinheiro, quer nosso coração. Os evangélicos de hoje em dia estão vivendo um evangelho de promessas que não existe, e quando perguntados sobre isso nem sequer sabem responder a que promessas se referem, alguns ainda se arriscam: um carro novo, uma casa nova, um emprego melhor do que o de todos os meus amigos e familiares não-crentes (risos, sim tem que ser melhor porque são “filhos do Rei”) que mediocridade! Aliás, não sei até que ponto sinto pena e tristeza ou se na realidade o que sinto é raiva, pois não sei quem é pior, se são as pessoas que não lêem a Bíblia ou os Pastores que têm o dever de ensinar o que está nela mas todos os dias privam milhares ou talvez milhões de pessoas de conhecerem a verdade. Mas será que eles conhecem? O Apóstolo Valdemiro Santiago subiu o monte com uma espécie de livro gigante nas costas  contendo o nome dos contribuintes dos carnês para que suas petições sejam atendidas, você que contribui com esses carnês responda francamente: você acha que por causa disso suas orações serão atendidas? Você acha que porque você ofertou mais você será “atendido por Deus” de forma especial, ora, Deus não faz acepção de pessoas, servimos a um Deus que nos ama, e principalmente é justo, se você é crente e está disputando uma vaga de emprego com um não crente pode ser que ele ganhe a vaga e você não. leia: Eclesiastes 9:11 ‘Observei ainda e vi que debaixo do sol não é dos ligeiros a carreira, nem dos fortes a peleja, nem tampouco dos sábios o pão, nem ainda dos prudentes a riqueza, nem dos entendidos o favor; mas que a ocasião e a sorte ocorrem a todos.’ Todos nós recebemos a mesma oportunidade. Somos iguais, o fato de crermos em Jesus não nos torna melhores e nem piores, nos torna conscientes de quem nos deu a vida e nos dá a esperança da vida eterna. Quando aceitamos Jesus não recebemos em troca um saco de dinheiro e sim a salvação, a eternidade a Seu lado, ou será que isso não é o suficiente? E quanto ao Apóstolo Valdemiro, que vergonha hein irmão? Que blasfêmia, “misericredo”… Me sinto envergonhada com essas situações pois sei que existem pessoas que pregam o verdadeiro evangelho e sabem que caminham como peregrinos nesta terra sabendo que sua pátria não é daqui, que buscam a Deus e não os Seus milagres e que se importam com as vidas, com as pessoas e não com o que elas têm. Em suma, nesse evangelho diferente o lema é: “Quanto você pode pagar para mudar sua vida?” aceita-se cartão de crédito e cheque pré-datado por que não?Aliás é fácil negociar com Jesus.
De Deus não se zomba.

Onde escondemos nosso amor?

Vou iniciar este artigo com uma pergunta: Onde foi parar nosso o amor ao próximo? Esta pergunta eu me fiz há um tempo atrás quando fui a um Congresso da Visão Celular onde estava presente o Patriarca (ex Apóstolo, futuro: quem pode saber?) Renê Terra Nova. Não tenho nada contra ele, mas muito menos tenho a favor depois do que eu mesma vi, que para mim foi o exemplo mais sórdido de vanglória e abuso que eu já tive o desprazer de presenciar, onde ele, aproveitando-se de sua posição humilhou uma pessoa de uma forma que eu nunca tinha visto alguém fazer e nem imaginava que poderia acontecer muito menos dentro de um lugar chamado “Igreja”. A vítima foi um operador de áudio que a meu ver teve a infelicidade de trabalhar no evento, a sessão de auto-idolatria e humilhação do dito Patriarca durou mais de vinte minutos, tudo de forma mais indiscreta possível ao som do microfone e principalmente ao som de aprovação das centenas de pessoas ali presentes, enquanto isso o rapaz literalmente não sabia onde se esconder enquanto tentava inutilmente arrumar o som de forma que agradasse a “Sua Santidade Patriarcal” que de tudo reclamava; me entendam, o som não está bom? Arrume, converse, planeje, seja educado , teste, porte-se de acordo, mas parece que isso amados é só para pessoas “desimportantes” como você e eu que não somos “autoridades espirituais” e sim simples cristãos, pessoas como ele agem como ele agiu e dizem: “Meu amigo você é um incompetente, tem que escolher uma profissão para o qual você tenha competência para exercer,eu sou Apóstolo, pois sou competente no que faço, por isso estou aqui para falar à todas essas pessoas…” e mais um monte de bobagens e ofensas ao rapaz. Meus amigos, imprevistos acontecem, concordam? E isso não é desculpa para humilhar ninguém. Esse deve ser o comportamento de quem se autodenomina “Paipóstolo”? Alguém assim não deve ser chamada de Apóstolo, Pastor e nem mesmo cristão, se você não é capaz de amar ao seu próximo que você vê e está do seu lado como pode amar a Deus que não vê? Esse rapaz não era cristão, agora me diga sinceramente: você acha que um dia vai ser? Eu creio que será mais fácil encontrá-lo em uma mesa branca recebendo o espírito do “Chacrinha” do que ouvindo a Palavra de Deus em uma igreja. Mas o que mais me aterrorizou foi os presentes  apoiando, gritando e achando tudo magnífico tal qual seu líder, pessoas sem personalidade cristã, que têm por lei o que sai da boca de um homem, que não conhecem o amor, e seu maior desejo é ser uma réplica exata do seu líder, amados irmãos compreendamos: pessoas são mais importantes do que coisas, pessoas são mais importantes do que tudo! O amor dentro de mim tem que ser maior do que minha ira, maior do que minha indignação, do que minha impaciência, preconceito, e etc. Mais importante do que raspar a cabeça em sinal de voto é o amor, mais importante é o interior do que o exterior, um ato de amor é infinitamente maior do que qualquer voto. Não posso crer em um Pastor, Padre, líder qualquer que seja incapaz de amar e principalmente de respeitar as pessoas, com seus erros inclusive, não posso crer em um amor diferente do de Cristo para conosco que é igual para todos e incondicional, não posso crer em um evangelho baseado em bênçãos, promessas e prosperidade financeira que mais aprisiona do que liberta as pessoas, e, sobretudo não posso crer em pessoas que se autodenominam  Apóstolos, Paipóstolos, Bispos, Patriarcas, Pastores e quais nomenclaturas mais tiverem porém simplesmente são tão diferentes de Jesus. Ninguém vai nos ouvir sem amor. 
 
I CORÍNTIOS 13:
1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.
2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3 E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece,
8 O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.


Eis que te digo (de mim mesmo)…

Imagem

Quem nunca recebeu uma dessas? No meio do “fogo”, do calor do momento,da “oração forte” sempre aparece um (a) irmão (a) ungido e grita: “Assim diz o Senhor…” ou para os mais tradicionais: “Eis que te digo…”, o fato é que estamos bem servidos de profetas, tem para todos os gostos e crenças mas no final é sempre a mesma coisa: ou a profecia não diz nada de fundamento, só uma embolação de “bençás” e versículos (sempre baseados no Salmo 91) ou é para desvendar um segredo de um irmão que acha que ninguém sabe das suas “escorregadas”, pois é se você ainda não foi vítima de um desses exemplos e é freqüentador de uma igreja, principalmente pentecostal, logo será. Eu mesma já ouvi um monte de profecias, ou melhor, profetadas, mas sempre assim: “Assim diz o Senhor: a sua vida nunca mais será a mesma…” e daí? Mais nada!!! Gente você escuta: assim diz o Senhor e acha que vai vir algo revelador, sobrenatural e vem isso?! Uma vez um pastor desceu do púlpito onde estava pregando para me dizer isso, tivesse ficado lá então! Realmente a minha vida nunca mais foi a mesma, mas quando conheci a Cristo. Pessoas têm usado o nome de Deus em vão, dizendo coisas que Deus não disse para obter fama e atenção. Uma vez uma pessoa se arriscou um pouco mais e me lançou uma profecia assim: “Cada vez que você engravidar virá no mínimo 2 bebês, pois Deus te dá tudo em dobro…”, bem, tempos depois realmente engravidei e foi uma gestação de um único bebê, só um, ou melhor só uma (portanto, equivocou-se o espírito??); mas para que essas situações se sucedam o “profeta de plantão” sempre analisa o  ambiente, procurando alguém que pareça ser suscetível a “profecias” e “promessas”, para isso ele escolhe muito bem o seu alvo e durante o culto ou cultos se for uma campanha, os “profetas modernos”  tentam identificar os sinais externos que o corpo emite,  um exemplo: se uma pessoa vai de terno e gravata no culto de domingo, e não é diácono, músico ou algo parecido, e principalmente não é pastor, mas ora com a bíblia debaixo do braço ou ao alto da cabeça é porque com certeza deseja ser pastor ou missionário, assim é só  lançar a profecia nesse sentido e feito! No alvo! Tem “profetas” que pesquisam a vida dos fiéis nas redes sociais para facilitar o trabalho, como já vimos em vídeos no Youtube. E tem os fatos engraçados né, uma vez eu vi uma assim: “Eis que vejo anjos e eles estão aqui nos vestindo, todos nós estamos vestidos como uma “Tropa de Elite” (o filme tinha sido há pouco), eu vejo armas em nossas mãos e uma noiva vestida para a guerra…” eu não pude deixar de imaginar o Pastor que é um senhor de uma certa idade já, como o Capitão Nascimento exigindo resultados das células de cada um dos “Seus Doze” (já que esse era objetivo da oração): ‘07 suas Células estão decaindo, quantas pessoas você vai levar para o Encontro? O quê??!! Você ainda não sabe? Ainda não fez as visitas? Você é um fanfarrão Sr. 07. Pede pra sair!!!’ (risos, isso é brincadeira gente!) mas também imaginei uma noiva algo como o Rambo, saindo das águas com uma faca presa aos dentes, e uma faixa vermelha na testa (risos). Mas no fundo isso é preocupante, eu creio nos dons do Espírito de todo o meu coração, e quero muito ver a todos em uso de forma séria, responsável e divina, mas esta proliferação de profecias nos mostra que a maioria das pessoas não está contente com o que diz na Bíblia, ou pior, nem se dá ao trabalho de lê-la, quer uma resposta rápida e principalmente que vá de acordo com seus interesses, ou seja, continuamos com nossas “excentricidades gospeis” onde enquanto os outros consultam o horóscopo nós consultamos a “Caixinha de Promessas” onde só diz coisas boas, ou procuramos esses profetas, para massagear o ego do povo. Chega de substituirmos a voz de Deus por voz de homens.
 
“A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes”
  (I Co 12:1)

Tem anjo aí???

ImagemUm dos assuntos que é “top” em nosso meio são os anjos… pois então os anjos, hoje em dia existe anjo pra tudo, tem o que “traz a sua bençá”, o que “anota o seu pedido”, o que vem com o “cálice de fogo” e por aí vai, são muitas as histórias , “experiências” e explicações  que eu já ouvi falar sobre anjos, uma delas, ou melhor, a mais louca delas (na minha opinião) veio de um Pastor (conhecido no Rio Grande do Sul) que teve um “revelamento” porém não achou propício revelá-lo à toda igreja (ele estava fazendo uma campanha na igreja onde eu congregava e sempre falando sobre anjos) por isso achou por bem  convidar somente algumas pessoas (infelizmente eu estava entre elas) para derramar toda a sua “sabedoria e conhecimento” (que dó, que dó) a respeito do assunto. Ele começou explicando que existiam 33.000 anjos no Princípio e que ele poderia provar isso na Bíblia, pensei eu: bom, se está na Bíblia… nunca vi… mas tudo bem Pastor, onde está escrito isso? Ele,com os ares de quem ensina as primeiras letras a uma criança inocente, respondeu: Sl 91:7 “Mil cairão ao teu lado, dez mil à tua direita…” sim e daí Pastor? Ele explica: se cai é demônio, mil mais dez mil = 11.000 demônios (na cabeça dele é o que diz esse versículo) agora acompanhe a matemática herética: existiam 33.000 anjos, o diabo em sua queda levou um terço que são 11.000 sobrando assim 22.000 anjos! Simples não? Tá certo que todos nós passamos por uma fase desvairada, inclusive eu, mas eu nunca fui louca e nem burra, por favor né? Isso até é um insulto à Inteligência de qualquer pessoa normal, mas o pior de tudo é que depois ouvi algumas pessoas glorificando pela palavra revelada ao Pastor. Amados até quando?? Até quando viveremos assim alheios, alienados como ovelhas sem Pastor? Por acaso estamos órfãos (e o Espírito Santo?)? Não seguimos a um Deus que nos deixou uma fonte de conhecimento (a Bíblia)? Até quando seremos crentes esotéricos que se preocupam muito mais com a presença de anjos aqui e acolá do que com a presença de Jesus. Precisamos entender que tanto faz se tem um “serafim ou querubim na porta e outro no altar”, não vamos tirar Jesus do centro, não vamos fazer tronos para os anjos. Em outra feita eu soube de um anjo que “apresentou-se” a uma pessoa sob o nome de Arnold Beauty e conversou com ela. Enfim, todos nós sabemos de uma história ou outra a respeito de anjos, que existem é fato posto que está na Bíblia, mas amados não sigamos qualquer vento de doutrina.

Festival Promessas: O dia que eu tive vergonha de ser crente…

E tive mesmo! Por favor, entendam meu lado: nunca escondi de ninguém quem eu sou e em que acredito, porém naquele dia eu tive vergonha, não da minha opção, mas do que eu vi (e ouvi). Se eu estivesse de fora eu jamais gostaria de ser evangélica, veja bem, a maioria das músicas falam que “eu preciso de um milagre”, gente, que povo que sofre! E justamente quem se diz o povo mais feliz da Terra(????), desculpem mas eu não consigo entender. Eu não quero citar nomes mas uma moça que cantou, não pode ser normal, existe momento pra tudo e com certeza aquele não era momento pra “derramar a shekinah”, por favor vamos nos organizar, vamos ser inteligentes, parece que as “atrações” como se referiu o site da Globo ficaram tão emocionadas por aparecerem em rede nacional que ficaram desleixadas; como se isso fosse um favor, nós sabemos que a música gospel tem mais ouvintes a cada dia que passa e é um negócio muito vantajoso no mercado fonográfico. E isso que ainda não falei do Serginho Groisman… (risos) ahhhhh o Serginho Groisman o que vocês me dizem disso???? Não temos NINGUÉM em nosso meio que fosse capaz de apresentar este evento? Nada contra ele, mas acho que poderia ser alguém do meio “gospel” se é que vocês me entendem, enfim não quero me estender, penso que se colocado em uma balança saímos perdendo, fiquei envergonhada sim e ainda tive que ver o $ilas Malafaia tentando vender a Bíblia dele, pronto falei, foi inevitável (risos), pelo menos baixou o preço, não é mais R$900,00 (graças a Deus fomos poupados dessa). Gostaria de ver um próximo Festival melhor organizado e com maior bom senso por parte das “atrações”.